sábado, 13 de outubro de 2007

Ás vezes a vida passa como um filme, às vezes, a vida não passa com o tempo do relógio. Às vezes a vida fica estagnada, e às vezes ela se esuqece de você. E aí, quantas vezes ela muda?

11 comentários:

Pequena poetiza disse...

e só ás vezes a gente se dá conta que somos nós quem somos responsáveis pelas constantes mudanças de nossas vidas... sejam elas boas ou ruins

lindo teu blog moça
adorei a música
me lembra minha infância ^^


ótima semana

“Não há cura para o nascimento e a morte, a não ser usufruir o intervalo.”
(George Santayana)

Bjos da -=Þëqµëñä Þö놡zä=- !!!

Pequena poetiza disse...

ops
a música num era aqui
rsrsrs
malz

Girassol disse...

Se formos a pensar na quantidade de voltas que a vida dá e nas vezes que ela nos vira do avesso, com certeza enlouquecemos.
Por vezes, o melhor na vida é deixar fluir... os acontecimentos e o tempo...

Beijo.

mente fantasia disse...

Se descobrir você me conta???

Beijos e um dia de luz!

HiranAbif disse...

Pois é... A linearidade do tempo. Nós vemos o tempo como uma coisa linear. Mas será que é mesmo ? bEIJOS DO hIRAN

Rafael disse...

gostei do titulo de seu blog

Kuriozza disse...

Constantemente, diariamente, de acordo com as nossas decisões ou involuntáriamente a qualquer gesto.

Adorei!

drikaflor disse...

Sempre a vida....bjinhos
lindo aqui.

Pedro Pan disse...

, sim as vezes ela muda. mudamos também. mudemos amém. e não esqueçamos de viver.
, beijos meus.

Pedro Pan disse...

, agradecido pela visita em quimeras. volte quando desejar.
, fiquei afastado de quimeras e blogues por isto demorei a retribuir as visitas.
, saudações minhas.

Pedro Pan disse...

, e este filme que é a vida. cada dia um estilo diferente...
, beijos meus e feliz 2008!